(copy 1)

Defend the Sacred: Imagina uma Alternativa Planetária

Encontro Internacional sobre Activismo Sagrado em Tamera, Portugal 7 a 16 de Agosto de 2017

 

www.tamera.org/defend-the-sacred


Levantamo-nos para proteger a vida nestes tempos decisivos. Juntamente com milhões de pessoas em todo o planeta, defendemos o sagrado onde quer que estejamos. É da profundidade do nosso ser que chega um NÃO contra a insanidade neste mundo. Não a qualquer tipo de violência. Não à destruição da natureza e não à exploração de pessoas. Não a um sistema baseado em injustiça, racismo e guerra. Não a toda a hipocrisia e mentiras.

Para que o nosso NÃO possa ser bem sucedido, temos de saber ao que dizemos SIM. Para que a vida vença, a resistência global precisa de se unir em torno de um objectivo comum e positivo pelo futuro. Precisamos de uma visão realista para o pós-capitalismo. Um mundo não-violento, regenerativo e baseado no amor, que permitirá a milhões de pessoas desinvestir no sistema antigo e criar um novo sistema. Existe um potencial enorme na união e focalização de muitos movimentos numa força comum pela mudança de sistema.

Nós dedicamos este encontro ao activismo sagrado que foi incorporado pela resistência de povos das Primeiras Nações em Standing Rock, nos Estados Unidos, contra o oleoduto Dakota Acess. Um jovem Indígena e activista disse à empresa petrolífera: "Não vos odiamos, mas também não seguiremos as vossas ordens". O que começou com Standing Rock em 2016 tem de se transformar num movimento planetário em 2017.

Convidamos activistas de todo o mundo a juntarem-se por dez dias num espaço calmo, de reflexão, visualização e intercâmbio (incluindo alguns dias de desintoxicação digital . Queremos pensar em como nos podemos organizar de forma a que a mudança global de sistema seja bem sucedida. Queremos juntar-nos para que nos possamos ligar à sabedoria indígena original de construção de comunidade. Para além de todas as religiões, queremos redescobrir o sagrado da vida e enraizar o nosso activismo político nesse nível.

Para defender o sagrado, temos que saber o que é o sagrado.
(Sabine Lichtenfels, co-fundador de Tamera)


Sobre o programa:

Haverá uma palestra diariamente de manhã por oradores de Tamera e pela rede de contactos internacional, bem como apresentações especiais, eventos culturais e acções comuns para todos os participantes.Além disso, convidamo-lo/a a estudar em conjunto, no intercâmbio e contrução de comunidade em subgrupos que vamos acompanhar com facilitadores treinados.Haverá grupos especiais de introdução a Tamera para aqueles que nos visitam pela primeira vez.


Queremos reunir todos os grupos em torno das seguintes questões principais:

  • O que é sagrado para nós?
  • Qual visão comun podemos criar para focar os nossos movimentos?
  • Qual é o poder que torna possível para a vida superar o poder das armas?

  • Como podemos estabelecer entre nós uma base de confiança incorruptível que gere uma união nos nossos movimentos, uma base que jamais possa ser destruída por uma força exterior?


E queremos concentrar-nos nos seguintes temas de trabalho.

Introdução à visão de Tamera e ao Plano dos Biótopos de Cura:
Qual a ligação entre a visão de Tamera e o Plano dos Biótopos de Cura?

Comunidade e mudança de sistema:
Como criar meios de comunicação eficientes que façam com que a visão de uma alternativa global seja conhecida pela humanidade? Como está conectado com o Plano de Biotopes de Cura de Tamera?

Activismo local:
E muito concretamente: como comunidade global, o que podemos fazer para proteger a costa Portuguesa da exploração de petróleo e fracking em águas profundas, planeados para o início deste ano?


Activistas do mundo inteiro

Muitos dos nossos convidados encontram-se à frente de movimentos nos seus países de origem e áreas de especialização, e queremos apoiar a sua vinda cobrindo os seus custos. Por esse motivo estamos a realizar uma campanha de crowdfunding onde queremos angariar 42.000€, para a qual vos convidamos a contribuir. Assistam aqui ao vídeo da nossa campanha.

Entre os activistas que pretendemos financiar incluem-se:

 

Ladonna Brave Bull Allard, Anciã da Tribo Sioux em Standing Rock, historiadora Lakota e activista. Fundou o primeiro acampamento da resistência em Standing Rock, Sacred Stones, almejando impedir o oleoduto de Dakota de cruzar o rio Missouri, despoletando um movimento nacional de protectores da água que se uniram para "Defender o Sagrado", EUA


Tokata Iron Eyes,
 Esteve envolvida com o movimento que visou impedir a construção do oleoduto de Dakota, desde a sua concepção. Faz parte da Juventude Standing Rock, cujos membros viajaram de Dakota do Norte até Washington D.C. para entregar uma petição com 350.000 assinaturas que exigiam o fim do oleoduto. Como membro da Tribo Sioux em Standing Rock, continua como representante e organizadora da juventude indígena contra o oleoduto, EUA

 

Chase Iron Eyes, pai de Tokata e advogado do Povo Sioux em Standing Rock, EUA

Tiokasin Ghosthorse,
Apresentador de rádio, ativista e ancião da nação Lakota, EUA

Pat McCabe, Líder cerimonial e ancião da Nação Dine (Navajo), EUA

Ati Quigua, Ativista nativo e portavoz do povo Arhuaco, Colômbia

Gabriel Meyer, Músico e ativista da paz, Israel

Claudio Miranda, Músicos e líderes do projeto "Favela da Paz" no Brasil

Sami Awad, Instrutor e líder da Holy Land Trust, Palestina

Ruby Arteaga, Young leader of Peace Community San José, Colombia

Gildardo Tuberquia, Comunidade da paz San José de Apartadó, Colômbia

Philip Munyasia, Professor de permacultura e líder do centro OTEPIC, Quênia

Maria Eduarda Souza, Ativista ambiental, Brasil

Andrea Toro, Construtor de comunidade e ambientalista, Bolívia

Geraldine Ovando, Media Maker e ativista, Bolívia

Vasamalli Kurtaz, Líder tribal das pessoas Toda, Índia


Outros activistas participantes, que não necessitam de financiamento:

Scilla Elworthy, Embaixador da paz, orador e escritor, Reino Unido

John Quigley, Ativista de arte aérea da Spectral Q, EUA

Monique Wilson, Coordenadora global da One Billion Rising, Filipinas

Lawrence Bloom, Secretário Geral da "Be Earth Foundation", Reino Unido

Saad Dagher, Professor de permacultura e ativista da paz, Palestina



Oradores de Tamera


Dieter Duhm,
Co-fundador da Tamera

Sabine Lichtenfels, Co-fundador da Tamera

Benjamin v. Mendelssohn, Diretor da "Grace Foundation"

Vera Kleinhammes, Líder da próxima geração

Bernd W. Mueller, Especialista ecológico

Martin Winiecki, Coordenador do IGP

Paralelamente ao nosso encontro internacional, decorrerá um acampamento de jovens, com início no dia 31 de Julho, onde jovens entre os 13 e os 17 irão abordar a "defesa do sagrado" de forma criativa. Para mais informação, consultem o link.


Bem-vindos a Tamera! Aguardamos ter-vos connosco.



Informações práticas:


Idioma: Inglês
Valor do Seminário: 480 €
(Acampamento de Jovens) Preço para Jovens: 320 €

Para os participantes Portugueses: em 2017 Tamera abriu um Fundo de Bolsas de Estudo que cobre até 50% de todos os custos dos participantes originários de Portugal. Simplesmente mencionem as palavras "Bolsa de Estudo" na vossa inscrição.

Mais informação sobre o conceito deste fundo, de como o utilizar, e de como o apoiar: Fundo de Bolsas de Estudo Portugal 2017

Preço para Alojamento e Alimentação: 30 €/noite
(Acampamento de Jovens) Preço para Jovens: 20 €/noite
Crianças (6 -16 anos): 15€/noite
Alojamento: tenda propria
Alimentação: totalmente vegana
Chegada e Partida: um dia antes/depois do curso.
Inscrições: office(at)tamera.org

Informações gerais para a sua visita.