TECNOLOGIA ENERGÉTICA

No Campo de Testes Solares investigamos sobre autonomía energética e sobre estruturas ecológicas de vida para regiões ricas em exposição solar e cooperamos com Juergen Kleinwaechter na criação de soluções tecnológicas e sociais regenerativas. A energia solar é uma dádiva da natureza, disponível de forma gratuita e abundante em todo o mundo, especialmente no Sul Global. Aprendemos a aproveitá-la num modelo de vida que não dependa da indústria de grande escala. Os resultados são introduzidos no nosso desenvolvimento e investigação sobre povoamentos regenerativos.

“Uma contribuição essencial para os nossos novos modelos de povoamentos, onde humanos e natureza se encontrem em cooperação, é a nossa pesquisa sobre sistemas descentralizados de energia que utilizem tecnologias solares, que possam ser construídas localmente. Descentralizar significa criar economias de subsistência regionais, relativamente auto-suficientes, que se interliguem. As trocas entre regiões autónomas, ao nível global, darão origem a uma versão pacífica e humana da globalização.”

BARBARA KOVATS, anciã e coordenadora, ao serviço no Campo de Testes Solares

O que Aprendemos

  • Somos presenteados com uma vasta quantidade de energia proveniente de fontes limpas e renováveis. O sol irradia sobre a Terra uma quantidade de energia 15.000 vezes superior à que a humanidade necessita actualmente. Ao utilizá-la, podemos gerar abundância energética para todos, restaurando simultaneamente a Terra.
  • Abandonar a indústria dos combustíveis fósseis é um imperativo existencial. Criar modelos para a autonomia energética descentralizada, usando o poder do sol, terra, vento, água e biomassa, possibilita-nos catalisar esta transição mundialmente necessária.
  • Numa cultura não-violenta, as tecnologias energéticas baseiam-se em ressonância, crescimento e sinergia, em vez de processos de decadência e quebra de resistências. Elas já não destroem ou geram escassez, mas trabalham com abundância e colaboração.
  • Construir comunidade é a base para a verdadeira sustentabilidade. O que nos falta não é conhecimento tecnológico ou ecológico, mas a decisão de colaborar com um nível profundidade que permita a criação de novos sistemas. É por isso que trabalhamos para criar uma plataforma de confiança e solidariedade, em que os peritos possam colaborar e dar a sua contribuição para um sistema integrado.
  • Usando princípios de design de permacultura, podemos criar um modelo para a regeneração urbana.
  • Sistemas descentralizados de alimentação, água e energia estão interligados e podem gerar independência de fornecimentos globais. As comunidades autónomas descentralizadas e as trocas entre estas comunidades, oferecem os alicerces para um futuro mundo pacífico.
  • Existem, nisto, benefícios regionais, dado que o dinheiro e o trabalho permanecem na região, o que apoia a produção local.
  • Criamos uma transferência de conhecimento essencial ao convidar pessoas para nos visitarem, vivenciarem e aprenderem connosco, ao viver com os nossos sistemas e ajustando-os às necessidades da comunidade.

O Que É o Campo de Testes Solares?

Construído em 2009, 30 pessoas vivem e pesquisam em torno da cozinha e oficina do Campo de Testes, utilizando espelhos, biogás, tecnologia solar e ciclos termodinâmicos. O nosso objectivo é oferecer modelos viáveis para uma autonomia energética descentralizada ao nível global, demonstrando como uma aldeia comunitária, habitando em condições simples, pode viver em abundância, recorrendo a alta tecnologia ecológica e regenerativa da idade solar. Este “primeiro esboço” para uma vida sustentável inclui:

  • abastecimento energético
  • gestão da água
  • gestão de desperdicios
  • permacultura
  • arquitectura e construção ecológica.

Cooperamos com um parceiro de longa data, Juergen Kleinwaechter, e inspirámo-nos nos seus protótipos. Criamos sistemas para nos darem provas de princípios para as tecnologias. O Campo de Testes é o espaço experimental para a nossa pesquisa, evoluindo continuamente, testando novas soluções protótipo tal como a troca do cimento por cal, ou a utilização de diferentes digestores de biogás, destilação solar, casas-de-banho secas tal como as “treebogs”, cultivando cogumelos, etc. Semelhante a um espaço aberto de aprendizagem Montessori, exploramos o que significa viver com os ritmos da natureza e em comunidade. Para além de ser um espaço de experimentação onde se testam novas invenções da vida quotidiana, pertencentes a uma aldeia moderna, o Campo de Testes é um centro de educação para a transferência de conhecimento, para os agentes transformadores e os portadores de esperança do Sul Global. Eles juntam-se a nós, vivendo com estas tecnologias, de forma a podermos em conjunto descobrir como integrar estas soluções nas suas comunidades. Assim que as soluções se encontram devidamente amadurecidas, são implementadas no projecto dos povoamentos regenerativos Blueprint 200. Colaboramos com tecnologistas, inovadores e estudantes do mundo inteiro, e convidamos estudantes a completar aqui os seus trabalhos de projecto de graduação. Se estiver interessado em estudar aqui, contacte-nos.

Espelho de Membrana Ultra-leve de Tamera– Primeiro Protótipo, Setembro 2016 (Inglês)

www.tamera.org